17 de abr de 2008

Nada como um dia após o outro

"O empresário Oscar Maroni, dono da boate Bahamas, vibrou com a notícia da prisão do jornalista (Roberto Cabrini). Ele processa Cabrini em R$ 8,5 milhões. "Nada como um dia após o outro", disse.

A boate foi fechada pela Subprefeitura de Pinheiros após denúncia do programa de Cabrini, então na TV Bandeirantes. A emissora veiculou uma declaração de Maroni em que afirmava que havia prostituição de luxo no Bahamas."


Em tempo: nada ainda está confirmado a respeito de Cabrini. Isso quer dizer que ele pode ser inocente. Mesmo assim, é uma "vingança divina" típica de novela das 8...

2 comentários:

Leo disse...

Oscar Maroni é o cara!
Qual o problema de ser dono de um empreendimento a-la "Tia Carmem"?
Vai quem quer, ué! Não mandei ser carola! hehe

Thiago F.B disse...

huahauhauhaua
Prostituição não tinha que ser proibido...porém tinha que ter uma fiscalização (isso no brasil?!) pesada para evitar exploração infantil e etc...
falooooooow.

Creative Commons License

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.