11 de jun de 2007

Coincidências e futebol

Coincidências são, de modo geral, simplesmente fantásticas. Eu digo "simplesmente" porque é isso mesmo que são, simplesmente. Nada mais. Várias pessoas procuram desesperadamente uma explicação (milagre, obra do Capeta, ligação com uma vida passada, intervenção de ETs...), mas a única afirmação que se pode fazer é que elas existem, são fantásticas e ponto final.

Futebol é, de modo geral, um esporte simplesmente fantástico. Eu digo "simplesmente" porque é isso mesmo que é, simplesmente. Nada mais. Várias pessoas procuram desesperadamente uma explicação (emoção em torcer, oportunidade para dar porrada, lugar para ver coxas grossas, sentimento de identificação...), mas a única afirmação que se pode fazer é que ele existe, é fantástico e ponto final.

Esses dois parágrafos podres que você acabou de ler foram inspirados por dois acontecimentos desse ano na Espanha. Lionel Messi, argentino que joga no Barcelona, sempre disse ser fã de Diego Armando Maradona (como todo bom argentino). Ele inclusive já jogou com uma chuteira comemorativa aos dez anos do "gol da mão de Deus" de Dieguito, e não se cansa em repetir que adora o cara. Pois bem, e não é que Messi fez, em um intervalo de menos de dois meses, dois gols parecidíssimos com os do seu maior ídolo?

Diego Armando Maradona, para quem não sabe, é considerado por muitos - a maioria argentinos - o maior jogador de futebol de todos os tempos. Ele tem inúmeros lances e gols sensacionais, mas os dois que mais se destacam são, com certeza, os marcados contra a Inglaterra pela Copa do Mundo de 1986. Em um deles, Maradona pega a bola no meio de campo, passa por quatro jogadores mais o goleiro e estufa a rede. O outro é o famoso "mão de Deus": numa disputa, a bola sobe e sobra na área, quando o goleiro pula para alcançá-la. É aí que entra Dieguito, que com a mão empurra a pelota para dentro. O juiz não viu o lance irregular e deu o gol. No fim da partida, perguntado se tinha colocado a mão na bola, o argentino respondeu que o tento havia sido feito por "la mano de Dios".

Se esses gols tivessem sido feitos cinqüenta anos depois da morte de Maradona, garanto que teria gente dizendo que Messi seria a reencarnação de Dieguito. Confira nos vídeos abaixos:

Driblando todo mundo (comparação entre os dois no final)



La Mano de Messi



La Mano de Dios


4 comentários:

Rodrigo Cardia disse...

Outras coincidências que torço para se confirmarem:

1982 - Itália campeã mundial
1983 - Grêmio campeão mundial

1994 - Itália vice-campeã mundial nos pênaltis
1995 - Grêmio vice-campeão mundial nos pênaltis

2006 - Itália campeã mundial nos pênaltis
2007 - ...

Abraços

Leo disse...

Sobre o gol do Messi... achei mais bacana que o do Dieguito, pq ele literalmente deu um HADOUKEN na bola!! :D

Thiago F.B disse...

interessante os números ali em cima...por se colorado evidentemente torço para continuem sendo coincidências do passado e não se repitam nesse ano...hehehee
Só acho que pelo Messi ser fã do cara isso quem sabe influencie ele a tentar jogadas do seu ídulo...e sorte dele que tem dado certo!!!
abraço...Falooooooow.

André disse...

Bela assistência do Xavi no gol que o Messi dribla todo mundo.

Creative Commons License

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.