22 de ago de 2007

Músicos pés-na-jaca

No último dia 8, a cantora inglesa Amy Winehouse foi internada às pressas em um hospital em Londres, e após muitas especulações a respeito das motivações da internação chegou-se à conclusão de que foi uma baita overdose. Do hospital ela foi para uma clínica de reabilitação, de onde saiu no dia 17, após cinco dias sem usar drogas (?).

Enfim, essa notícia serve para dizer que provavelmente Amy Winehouse seja a maior pé-na-jaca da atualidade; ela já foi vista bêbada ou chapada diversas vezes e coleciona overdoses e comas alcoólicos na carreira (carreira - desculpe o trocadilho infame). Enquanto gravava seu segundo álbum, seus agentes tentaram interná-la em uma clínica de reabilitação, mas Amy não quis. Além da negativa ela ainda compôs a música Rehab, que fala exatamente sobre esse episódio e é o seu atual single. Dona de uma voz absolutamente sensacional, Amy se destacou logo no seu primeiro álbum, Frank, de 2003. De lá pra cá, já foi comparada a uma série de cantoras de naipe, de Sarah Vaughan a Macy Gray. Enfim, mas talvez o seu maior destaque seja a sua porra-louquice. Porém, no mundo do showbizz isso não é nenhuma novidade - ainda mais na música. Deixo com vocês três vídeos educativos de exemplos de artistas pés-na-jaca - poderia citar mais um monte, mas aí o post ficaria imenso -, incluindo a nossa amiga Amy:

Amy Winehouse - ela foi convidada a se apresentar no programa The Charlotte Church Show. Nesse programa é tradição o convidado fazer uma jam com a apresentadora, e nesse caso as duas cantaram Beat It, do Michael Jackson. O problema é que Amy se apresentou completamente trincada, desafinando vergonhosamente em alguns trechos. Perceba que às vezes parece que ela não sabe direito onde está.



Kurt Cobain - O ano era 1993. O Nirvana, banda liderada por Kurt Cobain, era a maior banda do mundo. Pela primeira vez eles se apresentavam no Brasil, em dois shows para o festival Hollywood Rock, um em São Paulo e outro no Rio de Janeiro. A apresentação do Rio foi uma das piores da história da banda; Kurt estava chapadíssimo, a banda falou mal de cigarros no palco (lembre-se que a patrocinadora do evento era a marca de cigarro Hollywood), eles tocaram metade do tempo vestidos de mulher, Kurt não conseguia se manter em pé... Enfim, para exemplificar o que foi o show - talvez o maior que o Nirvana tenha feito -, acompanhe o longo vídeo a seguir. Nele, após os 2:20, Kurt faz um "solo" todo torto, recheado de microfonia, enquanto pula que nem um louco, dança pra galera, dá uma de DJ com uma camisa que lhe foi arremessada, cospe nas câmeras da TV Globo, tenta destruir a parte da frente do palco e depois se masturba na frente de outra câmera. A Globo transmitia o show ao vivo e cortou a transmissão na hora. Após tudo isso, com uma sacola na guitarra (?) - que rapidamente cai no chão -, ele volta ao palco para terminar a música. Nota: Kurt Cobain se suicidou em abril de 1994, com um tiro de espingarda no rosto. No seu sangue, quatro vezes mais heroína do que um ser humano poderia agüentar.



Keith Richards - Todo mundo sabe o quão pé-na-jaca o cara é - e sempre foi. O fato de ele ainda estar vivo é praticamente a prova de que Deus - ou o Diabo - existe. Reza a lenda que ele já trocou de sangue duas vezes, a fim de se desentoxicar e tentar se livrar do vício da heroína. Enfim, o vídeo abaixo é de 1981, nos EUA. Fim de show, balões caindo, aquela festa toda. Rolling Stones tocando um dos seus maiores sucessos, (I Can't Get No) Satisfaction, quando de repente Richards percebe um fã se aproximando dele. Então, ele resolve pegar sua guitarra e usá-la de taco de beisebol, utilizando o tal fã como bola. Após umas duas porradas, o cara sai correndo enquanto o guitarrista volta a tocar, tranqüilo como se nada de mais tivesse acontecido.


4 comentários:

Rodrigo Cardia disse...

Não foi num desses shows no Brasil que o Kurt saiu do palco rastejando?

Kleiton disse...

Esqueceu do Keith Moon, batera do The Who.

Kleiton disse...

O melhor da apresentação da Amy "Casadovinho" é a cara que a Charlotte "Igreja" faz, por inúmeras vezes, como quem diz

"Essa filha da p#ta chapada tá boicotando o meu show".

Ri muito.

Kleiton disse...

Ah, me lembrei desse vídeo do Kurt Cobain, que também acho genial. Pé-na-jaca ao extremo. O segurança que o diga.

Creative Commons License

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.