31 de ago de 2007

Músicas do Mês

Excepcionalmente, a edição desse mês terá três músicas. O motivo é simples: escutei Pearl Jam feito um louco no mês de agosto - principalmente os dois últimos discos de estúdio, Riot Act (2002) e Pearl Jam (2006). Daí não teve jeito: duas músicas dos caras entraram na lista:

Pearl Jam - Off He Goes - Banda boa é aquela que consegue melhorar uma música de estúdio ao vivo. E isso o PJ faz com sobras, basta ouvir o álbum Live On Two Legs, registro ao vivo muito bom. Tão bom que tem músicas que, no show, soam melhores do que os seus irmãos de estúdio. Vide Hail, Hail, Corduroy, Red Mosquito e a música escolhida desse mês, Off He Goes. A trama do instrumental, com aquela calmaria, junto com a voz de Eddie Vedder fazem dessa música uma experiência para entrar e viajar, curtindo-a por completo. Uma pena eles não terem tocado essa aqui em Porto Alegre...

Pearl Jam - Save You - Baita rockão do Rioc Act, Save You é uma música poderosa, que conta com uma letra fraterna que fala de todos os sacrifícios a que um amigo de verdade - seja em qual nível for - está disposto a se submeter para ajudar o outro (Gonna save you fucker / not gonna lose you). Guitarras intensas, ritmo rápido e uma batera matadora completam os ingredientes dessa canção que não parou de tocar no meu MP3 no mês de agosto: Please help me / to help you / help yourself!!!

System of a Down - Prison Song - O SoaD é uma banda estranha: aparentemente, não há um estilo onde encaixá-los. Isso deve-se basicamente às mudanças constantes de andamentos, ritmos e estilos não só no mesmo disco, mas na mesma música. Prova disso é Prison Song, que abre o disco que catapultou os também estranhos membros da banda ao estrelato, Toxicity. Lembro de tê-la ouvido a primeira vez num show dos caras que a MTV transmitiu (sim crianças, um dia, há muito tempo atrás, a MTV transmitia shows), e de ter me encantado com ela. Contando com uma letra sobre o uso político das drogas pelos governos (leia-se governo dos EUA) e pelo menos umas cinco mudanças, passando do trash metal ao sei-lá-o-quê, essa música é uma porrada.

Um comentário:

André disse...

A versão de Red Mosquito do Live on 2 Legs é foda mesmo. Mas eu gosto muito da produção do No Code, não saberia dizer qual é melhor.

Creative Commons License

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.