28 de mar de 2007

A arte visual, contemporânea e pós-moderna do homo sapiens

Parece que começaram as inscrições para ser mediador da Bienal desse ano, aqui em Porto Alegre. Isso me fez lembrar o quanto eu não gosto de arte contemporânea (ou pós-moderna, sei lá o nome disso, porque a Bienal é de "Artes Visuais").

Segundo o Aurélio, "arte" pode ser "Atividade que supõe a criação de sensações ou de estados de espírito de caráter estético, carregados de vivência pessoal e profunda, podendo suscitar em outrem o desejo de prolongamento ou renovação". Pois bem, eu acrescentaria que tais sensações ou estados tenham que ser criados a partir de algo que o acaso ou outro animal não possa criar. Acho que isso, por si só, já encerra a questão.

Caso você ainda não esteja satisfeito, vá nesse site e tente adivinhar se o quadro foi pintado por um famoso artista pós-moderno/contemporâneo/visual, por um elefante ou por uma criança. Basta selecionar o texto dentro do quadrado para ter a resposta. Eu ia escrever um monte de outras coisas sobre o tema, mas achei uma tirinha dos Malvados que resume bem o que penso sobre isso:

4 comentários:

Thiago F.B disse...

olha cara...já fui em algumas exposições e até vi algumas coisas bem legais...mas sou obrigado a concordar contigo...99% de tudo q vi...não acrescenta em nada...é pobre de sentimentos...significados...e mensagens...alguns mais parecem uma experiência q deu errado!!!
hehehehehehe
Bem...chega de criticas...
huahuhuhauhua
cada louco com a sua mania...
Abraço..>Faloooooooooow.

Lady Clementine disse...

Adorei adivinhar quem tinha feito a pintura no site!
Errei todas, claro...

Rodrigo Cardia disse...

Concordo com o Thiago... A maioria das ditas "obras de arte" que vi em algumas exposições, não me parecem arte porra nenhuma!
E fiquei surpreso ao ver como, pelos critérios contemporâneos de arte, um elefante pinta bem... Tem futuro o Kamala!

Mediadora disse...

Porra nenhuma é a dimensão do que vocês alegam conhecer como arte. Covardes à experiência, famintos por adequação... Pra quem qualquer rótulo a estampar qualquer coisa, desde que comunique algo "a ferro e fogo", literal, óbvio, vil, podre, pobre... costumam grasnar patéticos, isso sim é arte!

Creative Commons License

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.