15 de mar de 2008

Apanhado I

Vou fazer um apanhado de algumas coisas interessantes que andei lendo nos últimos dias e que merecem pelo menos um comentário meu, todas de sites que estão indicados aí do lado:

Para começar, do Adubo de Rosas, um artigo do Noam Chomsky sobre o relativismo existente no discurso norte-americano (principalmente) a respeito do terrorismo internacional, há pelo menos uns 25 anos. É longo, mas interessantíssimo de ler. Entre outros méritos, Chomsky mostra de forma indireta no texto que criticar as fraquezas de um ponto de vista não significa necessariamente compactuar com o ponto de vista oposto. É a velha questão que já discuti algumas vezes com alguns colegas: criticar certos pontos do capitalismo (ou todo ele), por exemplo, não faz de você, necessariamente, um socialista/comunista. Reduzir qualquer discussão um pouco mais elaborada a esses termos é de um reducionismo alarmante, paralelo ao que se fazia durante a Guerra Fria (“se não está conosco, está contra nós). Parece que só existe sempre duas opiniões contrárias entre si, e ao negar uma automaticamente está se optando pela outra. Eu até entendo que tenha muita gente assim, mas fazer disso uma regra já é exagero. Chomsky mostra isso; ele não está defendendo os atos dos palestinos, está tentando mostrar que o discurso do Ocidente para ações muito similares (às vezes idênticas) muda de acordo com sua origem. Ou, nas palavras do próprio, “Os apologistas mais vulgares dos crimes dos EUA e Israel explicam com solenidade digna de melhor causa que, enquanto os árabes têm o propósito de matar pessoas, os EUA e Israel não têm a menor intenção de fazê-lo. Seus mortos são, simplesmente, acidentais e não podem ser comparados com os de seus adversários”.


Nenhum comentário:

Creative Commons License

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.