23 de mar de 2009

Música, emoções, pessoas

Quase dois anos após anunciar uma pausa por tempo indeterminado, a banda Los Hermanos fez dois shows no último fim de semana, um no Rio de Janeiro e o outro em São Paulo, como banda de abertura do Radiohead (juntamente com o Kraftwerk). Infelizmente, eles não falaram nada sobre voltar definitivamente ao trabalho. Enfim, foi um show com muitos pontos positivos (músicas há muito não tocadas, como "Cher Antoine", empolgação da grande maioria dos presentes - coisa rara em shows de abertura para bandas gringas - o Detonautas que o diga) e alguns probleminhas (uns errinhos meio toscos na execução), mas daqueles em que as emoções falam mais do que as palavras: vendo os caras ali, tocando mais uma vez, tive uma sensação muito boa, da qual estava mesmo precisando sentir. É daquelas coisas que só sentindo, sabe? Então, é melhor nem tentar escrever. O que eu quero dizer com essa postagem é como a música pode significar tanto para alguém, como ela pode ser transformadora de humores, emoções e, por que não, de mundos. Como ela nos dá coragem, nos causa nostalgia, tristeza ou alegria com uns poucos acordes, e como aqueles que as executam/compõem/cantam acabam adquirindo uma importância talvez desproporcional nas nossas vidas, apenas por aquelas palavras unidas a uma melodia cheia de notas musicas que chamamos de canção. É como minha mãe uma vez me contou: estava ela caminhando pela rua quando ouviu pelo rádio a notícia de que John Lennon havia sido assassinado. Ela chorou ali mesmo, na rua, sem se importar com os que por ali passavam; afinal, o que importava naquele momento era a dor de ter perdido alguém tão importante, tão querido, mesmo que esse alguém nem sequer fazia idéia da sua existência. É como os Hermanos são pra mim, assim como os irmãos Gallagher ou o Pearl Jam. Com certeza, no dia em que eles se forem vou chorar, no meio da rua ou em casa, por ter perdido pessoas especiais da minha vida. Mesmo que elas sequer tenham feito idéia de que eu existia.

3 comentários:

André disse...

Tem vezes que uma canção simplesmente consegue falar tudo aquilo que nós queremos mas não conseguimos.

Thiago F.B disse...

É velho...
Observando daqui de Poa, se faz presente uma observação muito repetida por aqui e que tu conhece bem. Uma das poucas vantagens que se tem de viver em São Paulo são os Shows internacionais!!! TUDO acontece por aí... E mesmo se tratando de Shows Nacionais que podemos citar como importantes ( e este do Los Hermanos se enquadra )invariavelmente ele vai passar por SP.

Bem que eles poderiam voltar...

Faloooooooow.

Leo disse...

Um colega meu de trabalho disse que o show do Los Hermanos foi só "morno".

Eu digo "que se f*oda". Eu tive orgasmos musicais! :)

Em tempo: o do Radiohead foi bom também. "There There" pra mim foi o ápice do evento.

Creative Commons License

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.