24 de dez de 2008

Os animais são mais humanos III

Em 1969, John Rendall e seu amigo Ace Berg compraram um filhote de leão em Harrods, Austrália, o levaram para casa e o batizaram de Christian. Em pouco tempo, o filhote cresceu muito e ficou grande demais para a casa em que moravam. A única coisa que podiam fazer era tentar levar o leão de volta ao seu habitat natural, na África, e reintroduzi-lo ao mundo selvagem. Foi o que aconteceu.

Um ano depois, eles decidiram visitar Christian, mas foram alertados pelos guias que agora ele era o líder de um grupo de leões e que já estava completamente adaptado à vida selvagem, o que poderia fazer com que não lembrasse dos seus "pais". Após horas de procura pelo grupo de Christian, isto foi o que aconteceu quando eles finalmente encontraram o leão selvagem (a parte mais importante vai até 2 minutos e 10 segundos, mas vale a pena ver tudo):




O outro animal que aparece no encontro era a "esposa" de Christian, que ele fez questão de apresentar aos "pais". O acontecido está devidamente documentado no filme "Christian, the Lion at World's End", que infelizmente acho que não foi lançado por aqui. Para mais informações, visite este site (em inglês).

3 comentários:

Patrícia disse...

Bah guri...quase morri chorando...Eu ainda disse esses dias pra mãe: o mundo seria um lugar melhor se só os bichos permanecessem nele.
Um brinde ao ceticismo!

Mááááário disse...

Pensava que o amigo dele era o Ice Berg.
Arghhhh!!!

Rodrigo Cardia disse...

Pelo jeito, a "resolução de ano novo" realmente "é o que é": não se cumpre... Se bem que hoje é recém dia 5 de janeiro. Ainda há muito tempo para desmentir minha "previsão" (previsão de ano novo, claro, também não se cumpre...) atualizando o blog.
Mas de qualquer jeito, muito bom esse e os posts anteriores sobre os animais, que citei lá no Cão. Espero mais!

Abraços!

Creative Commons License

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.